Nota de repúdio
25/01/2019
O Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Piauí vem, neste 25 de janeiro, Dia Laranja, criado pela ONU pelo fim da violência sexual contra mulheres, repudiar veementemente o artigo “O pudor da mulher atrai o respeito do homem”, do cronista José de Maria Vasconcelos.
 
Mais uma vez a sociedade assiste à culpabilização da vítima. O artigo reforça o machismo, tenta naturalizá-lo, e o mais grave: o lamentável texto sugere o fim das políticas públicas de combate à violência contra a mulher, com o fechamento das delegacias especializadas. Somente no Piauí, 25 mulheres foram vítimas de feminicídio em 2018, ou seja, mortas simplesmente pelo fato de serem mulheres, e neste mês de janeiro já foram dois casos. 
 
O SINDEPOL parabeniza todos os Delegados e Delegadas que trabalham no combate à violência contra a mulher, seja ela física, psicológica ou moral, principalmente aqueles que atuam nas delegacias especializadas de atendimento às vítimas ( Núcleo de Feminicídio, Central de Gênero e Delegacias da Mulher-DEAM) e vai continuar buscando a efetivação dos direitos das mulheres, que têm como objetivo o enfrentamento a todas as manifestações que tentam legitimar, ou justificar a violência de gênero.
 
O Sindicato ainda orienta: mulheres, continuem denunciando. Sociedade, não culpem a vítima, e sim o criminoso!
 
Higgo Martins Moura
Presidente SINDEPOL



Fonte: